quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Maternidade

Hoje meu filho completa 24 dias de vida, eu, 24 dias de mãe.
Se estou plenamente feliz?
Sim.
Não.

Sim? é absurdo amar alguém da maneira como se ama um filho, pelo menos o meu amor é assim, se eu pudesse tomar todas as dores dele pra mim, não precisaria nem perguntar, eu simplesmente tiraria elas dele. Se eu pudesse evitar os choros, cólicas, e qualquer outro incomodo, evitaria. Só de olhar pra esta criaturinha sinto que vou derreter por dentro, ficar longe por meia hora da uma aflição horrível, e não me atrevo nem a pensar que vá acontecer algo ruim por que sei que enlouqueceria.

Não? a realidade da coisa.
Meu filho nasceu prematuro de 35 semanas, com suspeita de bolsa rota a mais de 12 horas (minha bolsa rompeu e eu não senti nada, simplesmente perdi líquido aos poucos), inchaço na testa e membros, ficou 2 dias na incubadora, 36 horas no oxigênio, um dia com sonda para alimentação, não mamou no peito de primeira (por sinal, ele não mamou o colostro), precisamos ficar 5 dias no hospital para ele ficar em observação, passei um grande stress emocional, meus seios incharam e ficaram muito doloridos, em uma das noites no hospital não levaram complemento para ele no meu quarto, e ele chorou uma hora sem para de fome, ele não conseguia mamar no peito (muito desesperador) algumas cuidadoras do hospital não trataram bem a mim e minha acompanhante, enfim viemos para casa, meu filho ainda não mamava no peito e precisávamos dar complemento no copinho para não desestimular a sucção, nos primeiros 6 dias ele praticamente dormia o tempo todo, mamava pouco e perdeu perdeu mais peso, dos 2900 que ele nasceu, baixou pra 2260, novamente desestabilizei emocionalmente (não sou de ferro) e ainda levei xingo da equipe da saúde pública quando levei pra vacinar, no mesmo dia levei a uma pediatra (maravilhosa) que minha obstetra (maravilhosa) havia indicado. Ela conseguiu me acalmar, me explicou muito da condição do prematuro e marcou pesagem semanal. Ele começou a mamar no peito com 11 dias, continuamos com o complemento ate 21 dias, quando ele simplesmente parou de tomar, não há cristo que faça esse neném tomar o complemento. Mas pelo menos agora ele está ganhando peso.

é.... todo dia uma emoção diferente.... algumas tão boas, outras tão ruins....


Razão da minha vida.
Obs: não to querendo dizer que ser mãe é ruim... ser mãe é foda! é lindo!
admiro muito a todas as mães.


2 comentários:

  1. Camila muito lindo !!! Amor de mãe é assim , só sendo mãe para sentir esse amor que é maior que tudo !!!

    ResponderExcluir